Páginas

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

14 de dezembro



Ela dizia gostar de observar as coisas, mas para todos os outros ela não prestava atenção em nada.

Bem, ela admirava o que era do seu agrado, não o que era preciso. Por isso, talvez, fosse tão desastrada e desatenta. Mas ninguém, fora umas poucas crianças de hoje, via o mesmo que ela. A beleza de algumas flores desabrochando, dois enamorados andando de mãos dadas e sorrindo, alguém cantando na rua. A beleza de amigos brincando na chuva ou o céu de manhã, tardezinha e a noite. A forma das nuvens, e o brilho de cada estrela. Ela também fazia pedidos a estrelas cadentes, mesmo certa de que com tantas pessoas e tantos pedidos, ela dificilmente seria atendida.

Um dia, quando admirava o céu ela viu um guarda chuva gigante. Era feito de nuvens, e seu cabo era cinza, quase preto. Quis ir até onde ele estava, mas estava no carro, de carona. E estava muito longe de casa para voltar sozinha.

Tentou chamar as pessoas que estavam com ela, e chegou a apontar para o lugar onde ficava o guarda chuva, mas ninguém viu e zombaram da menina.

Ela sorriu, era dito por todos que não prestava atenção em nada, mas na verdade eles que prestavam atenção em coisas insignificantes. E ela tinha certeza de que era um guarda chuva gigante.


Alguém mais, em outro lugar, o teria visto também?



Pamela.

4 comentários:

Silas Torres disse...

muito bom. gostei... especialmente "[...]fazia pedidos a estrelas cadentes, mesmo certa de que com tantas pessoas e tantos pedidos, ela dificilmente seria atendida."

e "[...]era dito por todos que não prestava atenção em nada, mas na verdade eles que prestavam atenção em coisas insignificantes."


parabéns pam. muito bom.

Allyson disse...

Eu não vi esse guarda Chuva pois eu andei por ai sem olhar para esse imenso céu, mas não se preocupe que se eu ver ele eu te aviso e gravo com uma fotografia. para rirmos depois e mostrarmos que existem Guarda chuvas feito de nuvens. xD

Jéssica. disse...

Eu acho que vi esse guarda-chuva. HAOSHAOSHAOSH' costumo ver coisas que ninguém mais vê. ninguém presta muita atenção nas coisas simples. os guarda-chuvas passam sempre despercebidos, mesmo os feitos de nuvens [acho que principalmente esses!]. ninguém presta mais atenção em nada. mas se fosse uma nota de 1OO reais iriam perceber rapidinho [fato!].

Stéphanie disse...

Ganhou uma nova e assídua seguidora. Me identifiquei bastante, em partes.
Gostei como escreve, de verdade
Depois dê uma olhadinha no Arquivo da Minh'alma.