Páginas

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

01.08.10

Enquanto todos os outros pulavam,

Sorriam,

Brincavam,

Caíam – na água,

E abraçavam-se,

Ela ficava ali, sentada na areia fria da praia, sozinha e triste. O porquê, ninguém sabia, apenas suspeitavam, mas nada diziam.

Tentavam animá-la, e algumas, poucas, raras, vezes conseguiam arrancar-lhe um sorriso. Um sorriso sincero, mas que logo sumia.

Sumia e dificilmente reaparecia.

Mesmo assim tentavam reanimá-la sempre e sempre que viam aquele seu belo rostinho ficar entristecido.

Tentavam e quando conseguiam podia-se ver um brilho nos olhos de todos os amigos, porque por mais que às vezes se desentendessem, ou que falassem mal – que era na maioria ou em todas às vezes, brincadeira – eles a amavam e... Bem, sem a alma do grupo que graça tudo aquilo teria?

Pamela.

8 comentários:

jorge luiz disse...

tem futuro :p
muito boa a narrativa!

Silas Torres disse...

...gostei...

=)
=**

Ramos disse...

Hãããããnnnn... entendi os reais motivos das não-postagens no outro blog UAHAUHAUHAUH
Mas ai, nesse blog vai ter mais postagens que aquele? *__*
Pq adoro tuas postagens, mesmo as tristes que nem essas!

Bjuam!

Livia Carlos disse...

maaaaaaaassa *-*

Jéssica Thaís disse...

aaaaaaaaaaa *-*
eu me vi assim, eu acho que realmente sou assim, rs.

estou seguindo -obvio!
adoro suas postagens (O2)

beijos :*

Isis disse...

Pqp, se mandar pra uma editora vai dar milhões. Sério. Você escreve muito bem, Pams. Saudades! <3

RUBIARA FARIAS disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nada mais alem disso. disse...

Sim,a menina que ela fala sou eu licença? :*